Arquivo da tag: Academia de Letras de Pará de Minas

Pequenez – Carmélia Cândida

Sou pequena Mas meu coração é vasto Nele cabem muitos amores E um mar de sentimentos Tenho a sensibilidade De uma asa de borboleta Um olhar ora claro, ora turvo E um florir sempre em furta-cor Sou feita de matéria … Continuar lendo

Publicado em Pessoal, Poemas, Poemas de Carmélia Cândida, Textos de Carmélia Cândida | Marcado com , , | Deixe um comentário

Quereres – Carmélia Cândida

Eu quero mais poesia na minha vida Mais amanheceres suaves Mais dias de chuva mansa Quero momentos para ficar na lembrança Mais jardins e pores do sol Quero conviver mais com poetas Com pessoas que olhem nos olhos Que sejam … Continuar lendo

Publicado em literatura, Pessoal, Poemas, Poemas de Carmélia Cândida, Textos de Carmélia Cândida | Marcado com , , , | Deixe um comentário

ACADEMIA DE LETRAS DE PARÁ DE MINAS RECEBE NOVAS ACADÊMICAS

Esta galeria contém 2 fotos.

No próximo sábado, 5 de novembro, a Academia de Letras de Pará de Minas – ALPM irá receber mais três integrantes: Ângela Maria Leite Xavier, Maria de Fátima Moreira Peres e Renata Teixeira Silva. A solenidade oficial de diplomação e … Continuar lendo

Galeria | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Quando entrar setembro

QUANDO ENTRAR SETEMBRO… Carmélia Cândida Será só mais um mês De mais um ano (de menos um ano) Metade (ou mais) da vida já se foi O que estará por vir? Nada demais, não espero muito Se eu me for … Continuar lendo

Publicado em Pessoal, Poemas, Poemas de Carmélia Cândida | Marcado com , , | 1 Comentário

Poema em homenagem a Pará de Minas

A Pará de Minas                                                                         … Continuar lendo

Publicado em Poemas, Poemas de Carmélia Cândida, Textos de Carmélia Cândida | Marcado com , , | Deixe um comentário

Sinhana “do Penha”

Nunca vou me esquecer da Sinhana… Sinhana era pequeninha, quase como nós, as crianças. Ela falava assim, com uma vozinha toda mansa: “Ô, minha fia, ocê tá boa?”. Toda vez que íamos pra roça (e isso era todo fim de … Continuar lendo

Publicado em Memórias, Pessoal, Textos de Carmélia Cândida | Marcado com , , | Deixe um comentário

Carmélia Cândida na Academia de Letras de Pará de Minas

Carmélia Cândida Silva Delfino nasceu em Pará de Minas. É filha de José Cândido da Silva e de Alzira Maria da Silva, casada com Alaércio Antônio Delfino. É graduada em Letras pela Fapam – Faculdade de Pará de Minas, pós-graduada … Continuar lendo

Publicado em Pessoal | Marcado com , | Deixe um comentário

De coração

A escritora Martha Medeiros diz, em uma de suas crônicas, que a gente nunca sabe de nada até que chega a nossa vez, o que é a mais pura verdade. Por mais que imaginemos nossa reação diante de um acontecimento, … Continuar lendo

Publicado em Contos/crônicas, Pessoal, Textos de Carmélia Cândida | Marcado com , , | Deixe um comentário